14 de junho de 2010

AS CHAVES DE ENOCH

Cada uma dessas letras é uma das 22 duas letras da cabala, e sua respectiva explicação:


Nosso Universo é Múltiplo e Uno.

Essa chave nos remete a nós sermos parte de um universo irrestrito, ou seja, assume ao mesmo tempo a multiplicidade das existências e a unicidade delas além de ser formada pela primeira letra do Alfabeto Hebraico (Aleph) que pelo que me consta representa o primeiro caminho, que nos leva ao nome de "Deus do Infinito".


A mente criadora como centro do universo, é conhecida como "Senhor","Rei" e "Redentor".

Nesta chave, percebemos que Deus é a origem de todas as coisas e que tudo parte no universo parte da Vontade de Quem o criou e por consequencia tudo no mesmo é modificado pela Vontade. Além disso, essa chave confirma a existência de uma "Entidade" Suprema, a Quem são atribuídas algumas características que denotam tal superioridade.

Esta chave é formada pela 2ª letra do alfabeto hebraico "Beth" relacionada ao 2º caminho da Árvore da Vida de Kether a Binah que Representa o Nome Divino Biah(Deus da Sabedoria).Isso nos leva a perceber que uma das Chaves da Criação consiste no domínio correto da Vontade, pois assim a mesma foi constituída por uma Mente Criadora que a utilizou com sabedoria.


As criações que sobrevivem são criações que desejam que a espécie agregue Vida e Luz na “Imagem e Similitude” da “Evolução Superior”, que é o “Universo Vivo”.

Esta chave nos mostra que nós nos comportamos como o "Universo Vivo", somos a "Imagem e Semelhança" do Criador e sendo assim caminhamos rumo a evolução adquirindo Vida e Luz.

Então, nós conseguimos compreender que se deve transcender todas as teologias e todas as cosmologias que dizem que Deus está somente aqui, neste nível de criação. Deus não está aqui nem lá. Ele é visto em todos os universos. Sem a similitude e a sincronia de encarnações repetindo as funções de luz e as freqüências de luz, a imagem estaria aqui e morreria, como um lampejo na escuridão

Essa chave está relacionada a terceira letra do alfabeto hebraico (Ghimel) relacionado ao terceiro caminho da arvore da vida(de Kheter a Tiphereth), que nos conecta a inteligência divina do Deus da Retribuição.

Analisando esses conceitos verificamos que na senda da ascensão, em troca de nossos sacrifícios e esforços Deus nos presenteia com Luz e Vida, e que na verdade as nossas almas anseiam por tal retribuição.


As chaves do universo biofísico e astrofísico vivente são as “Pirâmides Luminosas de Vida” viventes existindo dentro de cada estrutura dentro de cada campo da criação

Enoch está nos dizendo que cada nível de evolução tem uma Pirâmide de Luz, através da qual a criação humana deve passar em seu caminho para a criação maior. Se nós quisermos ir além de nosso conjunto tridimensional de criação, nós deveremos passar através de nosso campo tridimensional de energia, para os campos multidimensionais de energia de Luz piramidal.

Portanto, cada Pirâmide de Luz é energizada com o Olho de YHWH no centro da pirâmide; esta é uma constante cosmológica que permite a todos os reinos de inteligência serem reprogramados para um nível superior de criação, onde eles podem atravessar seus campos de energia piramidal de criação. Portanto, a pirâmide, a programação eterna pelo Olho de YHWH, está com você em todos os momentos e está operando em cada nível da evolução.

Se você olhar um cristal de platina sob um microscópio de campo iônico, você verá conjuntos de glóbulos que compõem formas piramidais de Luz, passando por cada estágio geométrico, por toda parte do campo próximo ao cristal. Se você olhar cristais de sangue sob um microscópio eletrônico, você pode encontrar a forma do campo piramidal nas formas cristalinas do sangue.

O que você está vendo é a Merkabah, que conecta as pirâmides chaves de modo que a Luz possa ser usada no desdobramento do próximo estágio de evolução.

A chave de Enoch está nos dizendo que as relações biofísicas que existem em todos os processos de vida, desde o menor átomo de hidrogênio até a maior formação quasar, irão conseqüentemente provar que a Pirâmide de Luz é a forma geométrica central para toda evolução biofísica e consciencial.

Essa chave relaciona-se com a quarta letra do alfabeto hebraico(Daleth) que refere-se ao quarto caminho da arvore da vida(Chokmah a Binah) que representa a inteligencia divina Deus das Portas da Luz, ou seja, Merkabah.

Pelo que podemos analisar as Portas Da Luz seriam as piramides de luz, antigamente os egipicios utilizavam as piramides como potencializadores da ascensão.Traduzindo a estrutura piramidal, ou tetraedrica, ou tetragramatica(assim como YHWH), está na base da formação de tudo no universo.


Essa chave, é a que fecha o livro, na verdade é mais uma reafirmação da origem divina do escrito, pois o Proprio YHWH por intermédio de Metatron assina.

Como pode ser visto nesta tradução do texto:


Ela não possui muitos significados só o "atestado" de divindidade.


A chave 1-0-5 ou seja nos temos uma grande jornada pela frente e espero que todos estejam preparados pois a informação é um pouco complexa.

A chave de nossas zonas temporais astrofísicas é o alinhamento “Três e Um” de forças conscienciais na Grande Pirâmide com as energias “Doze e Um” de pirâmides de distorção temporal centradas e controladas pelas Energias do Trono “Múltiplas e Unas” de Orionis e das Plêiades."

1. Esta chave está falando diretamente da programação consciencial. Ela está nos dizendo que a programação consciencial está conectada com à Grande Pirâmide, que é referida nas escrituras místicas do antigo Oriente Próximo corno a Pedra Fundamental.

2. As forças conscienciais da Grande Pirâmide estão alinhadas com pontos estelares específicos que estão trabalhando com áreas de distorção temporal planetária.

3. Para compreender o que as áreas de distorção temporal representam, nós ternos que entender os campos de distorção temporal corno um tipo de pirâmide energética.

Basicamente esta chave nos coloca "coincidentimente" na trama das Linhas Ley, ou seja, essa chave fala de como esses campos de distorção temporal (um nome mais sofisticado para campos energéticos) está distribuido sobre a Terra, e que esses campos energéticos seguem um padrão cósmico com o intuito de acelerar o desenvolvimento consciencial dos seres da terra(principalmente o homem)

4. Primeiramente, nós devemos observar as distorções temporais geofísicas da Terra com seus meridianos desenhados de acordo com o Trópico de Câncer e o Trópico de Capricórnio. Nós notamos que estas áreas do campo magnético da Terra, assim como as tempestades solares causadas pelo movimento celestial do Sol, encontram-se em certos pontos de energia ou vórtices.

5. O que não está mostrado nos mapeamentos dos vórtices-jah das zonas de distorção temporal, é sua conexão com as estrelas e com as antigas estações de Luz astrofísicas sobre a Terra.

Este trecho nos mostra que naturalmente o planeta se arranja energéticamente com os planos de existencia e cria em seu movimento tais fluxos energéticos.

Entretanto como já foi colocado no tópico das Linhas Ley podemos criar extensões desses campos ou rearranja-los através de construções que tenham efeito de condensadores energéticos como as Piramides Egipicias.

Por fim essa chave nos coloca sobre a necessidade da utilização de tais fluxos energéticos em prol do desenvolvimento consciencial e vibratótio de todos, fala sobre o controle do Homem Superior, ou seja, os despertos, dessas energias, pois ao compreender como usá-las corretamente daremos um salto evolutivo e consequetemente teremos acesso a outras dimensões universais.

Essa chave relaciona-se com o quinta letra do alfabeto hebraico(He) que está ligada ao 5 caminho da arvore da vida (Chokmah a Tiphereth) representando a inteligencia divina Eiah (Deus do Deus).

Isso nos leva ao entendimento da rede enérgética que nos circunda e no move à evolução podemos perceber a expressão "Deus de Deus" como Deus que vem de Deus, traduzindo:Um Deus que vem de outro Deus, somos filhos do Grande Pai Celestial, somos co-criadores e essas energias que estão presentes ao nosso redor nos proporciona alcançar o patamar divino se corretamente utilizadas, assim como os seres que aqui estiveram antes de nós o fizeram.

Outra observação que pode ser efetuada é o ritmo ciclico que a inteligencia expressa, a energia divina, que possui uma unica origem faz o seres evoluirem, e que por consequencia retorna ao Pai como agente de comprovação de sua obra, ou seja, Deus Criador(o Pai) e Deus Manifestado(o Homem).
(Continua)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua atenção!
Paz Profunda!